Escolha uma Página

O melhor silicone para suas esteiras

Qual silicone devo usar?

 

Essa deve ser uma pergunta de 9 entre 10 donos e gerentes de academias e não à toa, afinal as esteiras chegam a compor até 50% dos investimentos em equipamentos, sendo assim, o silicone utilizado é de extrema importância.

 

Mas com tantas opções e marcas entrando no mercado, como escolher?

 

Com efeito, informo que este texto foi de alguma maneira sugerido por um cliente Fitmall, que foi muito mal informado por outro fornecedor.

Disseram a este cliente que um suposto silicone duraria um ano sem novas aplicações, uma mentira que poderia custar muito caro.

Portanto, sempre desconfie e pesquise antes de escolher seu produto. Nós teremos prazer em lhe ajudar em suas dúvidas. Basta nos contatar aqui.

Enfim, vamos lá.

 

Silicones

 

Segundo texto do site ecycle, primeiramente, a química orgânica, em resumo, se refere aos compostos de moléculas de carbono e ao estudo de seus derivados.

silicone é um composto semi-orgânico porque não é feito principalmente de carbono, mas de silício e de oxigênio, tendo a seguinte fórmula química geral: [R2SiO]n.

Contudo, como ele se associa a moléculas que têm carbono, portanto, tampouco é inorgânico.

Além de ter muitas aplicações médicas, como cateteres, tubos de drenagem e próteses para pessoas que se acidentaram, o silicone é comum na composição de produtos cosméticos e em utensílios do dia a dia.

Quimicamente falando, ele é inerte (não reage com outros compostos espontaneamente), possui estabilidade física aliada a resistência ao calor, aguentando de -40°C a 316°C!

Devido a essas propriedades, possui infinitas utilizações.

Um exemplo notável do uso do silicone é o fato de que quando Neil Armstrong pisou pela primeira vez na Lua, ele estava usando botas de silicone.

 

bota de silicone utilizada por neil armstrong

Bota utilizada por Neil Armstrong

Existem muitas outras aplicações do silicone. Na medicina, por exemplo, quando o silicone está extremamente purificado, pode ser utilizado em:

  • Tubos de drenagem de excesso de fluido no cérebro em pessoas com hidrocefalia;
  • Em cateteres para introduzir medicamentos ou para retirar amostras de fluidos do corpo para análise;
  • Em próteses usadas para implantes em pessoas que, após acidentes graves, tiveram parte do corpo danificada ou perdida; como a orelha, o queixo, o tendão e os dedos.

 

Seu uso comercial data ainda da década de 1950. E podemos ver um pouco mais dessa história nesse link (em inglês).

 

Silicones Fluídos

 

Os fluídos de silicone, bem como os acima citados tem milhares de usos na indústria, podemos citar:

 

  • Banhos químicos de alta ou baixa temperatura;Silicone fluído líquido
  • Transmissões de embreagens e equipamentos;
  • Absorção de impactos e sistemas hidráulicos;
  • Prevenção de ferrugem;
  • Sistemas de testes de calibragem;
  •  Polimentos;
  • Repelente de água;
  • Lubrificantes;
  • Finalização de produtos têxteis;
  • Aditivos plásticos;
  • Processamento e embalagem de comidas.

 

 

Óleos de Silicone – Lubrificantes

 

Dimetil Polissiloxano

Enfim chegamos à parte que mais nos interessa, porém ainda temos mais um degrau de explicações.

Dependendo da formulação, o silicone pode ser mais ou menos viscoso, a chamada viscosidade do material.

Essa viscosidade, para esteiras deve ser baixa e média (entre 50 e 200), ou seja, o ideal é um blend, ou seja, um produto multi-viscoso.

Apesar de quanto maior a viscosidade, melhor a lubrificação, esteiras tem algumas outras nuances, pois os produtos de maior viscosidade possuem menor ponto de fluidez, o que poderia danificar os materiais, principalmente em lugares mais frios.

Como sempre, infelizmente muitas das informações estão apenas em inglês, bem como as referências.

Mas continuemos.

 

As marcas nacionais:

 

Vamos analisar os produtos que temos informações, enviadas a nós pelas próprias distribuidoras ou em seus sites:

 

Silicone para esteiras silibril

Silibril Speed:

Este produto é uma mistura de hidrocarbonetos alifático ramificados saturados e Polidimetilsiloxano.
CAS RM 64742-48-9 Hidrocarbonetos isoparafínico sintético
CAS RM 63148-62-9 Polidimetilsiloxano

Sendo um blend com compostos de carbono, a fitmall não recomenda seu uso, bem como diversos sites estrangeiros não o fazem.

 

 

 

SiliflexÓleo de silicone

Óleo de silicone puro (estamos aguardando as informações de viscosidade)

 

 

 

Silicones Paulistaóleo de silicone

Óleo de silicone puro (estamos aguardando as informações de viscosidade)

 

 

 

 

Jac LubrificantesLubrificante

 

Óleo de silicone puro (estamos aguardando as informações de viscosidade)

 

 

 

Movelubsilicone esteira movelub

Silicone da Movement, também possui outros veículos orgânicos, mas se a marca recomenda pode ser usado.

Porém, se trata da opção mais cara do mercado.

 

 

Conclusão

Como podemos ver, a grande maioria não contém nada de informações, sendo esse um grande problema do mercado nacional.

A fitmall irá buscar em seus parceiros a melhor opção e se conseguimos desenvolver tal produto.

Assine nossa newsletter e fique por dentro de tudo, ou entre em contato que logo voltaremos com novidades.

 

Modo de uso:

O óleo de esteira é um componente importante para a manutenção geral da sua esteira, e sua quantidade e meios se baseiam na marca e modelo, algumas importadas possuem um bom sistema de auto-lubrificação.

Alguns modelos de esteira requerem lubrificação antes do primeiro uso, enquanto outros modelos não exigem lubrificação até depois de várias horas de uso.

Sempre remova qualquer poeira ou sujeira das peças que recebem o óleo para garantir que o óleo lubrifique adequadamente as partes móveis.

Ou seja, a limpeza é tão importante quanto a aplicação, a fitmall oferece serviços completos de manutenção preventiva para seu negócio.

 

Uma diretriz geral para usar silicone durante o cronograma de manutenção inclui lubrificar a esteira:

  1. a cada seis meses para uso leve de menos de três horas por semana;
  2. a cada três meses para uso médio de três a cinco horas por semana;
  3. a cada seis a oito semanas para uso pesado (mais de cinco horas por semana)

 

 

Observação: Esta quantidade de uso está se baseando em óleo multiviscosos, o que não existe ainda no Brasil, portanto, sugerimos diminuir esses tempos em algumas semanas.

 

 

Cuidado!

Usar o tipo errado de óleo ou lubrificante em sua esteira pode causar sérios danos à correia, ao motor e a outras partes móveis.

Evite usar óleos caseiros e lubrificantes como o WD-40, spray de silicone ou óleo para lubrificar sua esteira.

Estes produtos contêm destilados de petróleo que podem deteriorar as peças no tapete rolante.

fitmall



Anterior

Próximo

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos ajudá-lo?